Nota de esclarecimento à Comissão de Direitos Humanos do Senado

Em 6 de agosto de 2015, o reitor da Universidade Presbiteriana Mackenzie emitiu uma nota lida na Comissão de Direitos Humanos do Senado pelo deputado Leonardo Quintão aos participantes do debate cujo tema versava sobre o aborto. Abaixo, a íntegra do texto: 

 

Exmo. Deputado Leonardo Quintão,

A Universidade Presbiteriana Mackenzie, com base em seus princípios e valores, repudia qualquer ato de atentado à vida e afirma que as posições expostas por seus professores são fruto da liberdade de expressão inerente ao ser humano e à vida intelectual. Por isso, reafirma a posição de sua entidade mantenedora, a Igreja Presbiteriana do Brasil, que repudia tanto a legalização do aborto, com exceção do aborto terapêutico, quando não há outro meio de salvar a vida da gestante, quanto o uso de anticoncepcionais abortivos.

 

Benedito Guimarães Aguiar Neto

Reitor da Universidade Presbiteriana Mackenzie  

 

up.mackenzie.br/imprensa/noticias/arquivo/artigo/nota-de-esclarecimento/